VAMOS FALAR SOBRE MASTERIZAÇÃO?

A Importância de Uma Boa Masterização e Mixagem

Masterização (ou master, para os mais chegados) de áudio, para quem não sabe, é o processo de preparar e transferir o áudio gravado que tem a mixagem de uma música para o arquivo final, destinado a ser a matriz de todas as cópias a serem feitas a partir daquele trabalho, seja de forma física em vinyl, CD ou fita cassete, ou de forma digital, destinado às plataformas de streaming e lojas de download de música.

A definição e clareza das etapas que compõem o processo de construção e produção de uma música ajudam a garantir a qualidade final de uma música, para que ela soe da melhor forma possível para o ouvinte, que vai sempre ouvir a música em sua versão final. E quanto mais detalhado for o processo de masterização, melhor essa música vai “bater” nos equipamentos de som e nos fones de ouvido em que ela for escutada.

Produtores e engenheiros de áudio trabalhando no estúdio de produção musical.
Produtores e engenheiros de áudio trabalhando no estúdio de produção musical.

Quando você escuta um som cristalino, com um grave potente, agudos e médios bem definidos e quando você percebe claramente os vocais, elementos e efeitos inseridos na produção de uma música, pode apostar que tem um bom produtor musical por trás que fez uma boa mixagem e uma boa masterização.

A mixagem garante o equilíbrio do volume e da equalização de todos os elementos presentes na produção e é, junto com a masterização, uma das etapas mais importantes e fundamentais no processo de finalização de uma música. 

Existem diversos profissionais que fazem esse trabalho no mercado, trabalhando em gêneros musicais específicos ou também em diversos estilos. Muitos deles, no exterior, têm o trabalho reconhecido e muitos já arremataram diversos prêmios como o Grammy.  Entre alguns dos produtores mais conhecidos estão Eddie Kramer, que trabalhou com artistas consagrados como Led Zeppelin, The Beatles e The Rolling Stones. E Al Schmitt é um dos produtores que mais levou Grammys, totalizando 21 e trabalhando para nomes imporantíssimos como Elvis Presley, Frank Sinatra e Tony Bennet

Não é à toa que algumas plataformas de streaming como o Tidal, o Apple Music e a Deezer já disponibilizam o áudio original da master de diversos álbuns e singles, no formato lossless, onde o usuário pode ter uma experiência diferenciada ao ouvir as músicas de seus artistas favoritos. Além disso, o Apple Music implementou também há pouco tempo o formato Dolby Atmos (ou áudio espacial) em sua plataforma, onde se pode ouvir as músicas no formato estéreo, oferecendo aos artistas a oportunidade de criar experiências imersivas de áudio para seus fãs com som e nitidez multidimensionais.

Festa ao som das músicas finalizadas em sua maior qualidade.

Por fim, a masterização e a mixagem são como um tratamento final da música e devem ser feitos por profissionais que têm o ouvido apurado e a audição extremamente delicada, treinada e desenvolvida para perceber a qualidade do áudio e dos elementos que fazem parte da produção de uma música, além de conhecer bastante sobre áudio, equipamentos, headphones e sistemas de som.

Uma resposta para “VAMOS FALAR SOBRE MASTERIZAÇÃO?”.

  1. […] a letra da música, o código ISRC, os artistas participantes, gênero musical e tempo da música. Leia aqui o texto no nosso blog que fala sobre masterização. Cada distribuidora tem também suas especificações para receber o áudio e o arquivo da […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: